Segunda-feira, 12 de Janeiro de 2009

Formação de urina

O sangue entra no glomérulo de Malpighi através da arteríola aferente a alta pressão. A maior parte das substâncias constituintes do sangue atravessa a parede dos capilares para a cápsula de Bowman. A partir do sangue filtrado forma-se na cápsula de Bowman o filtrado glomerular, que tem composição semelhante há do plasma sanguíneo – água, produtos resultantes da digestão, como a glicose, os aminoácidos, os ácidos gordos e sais minerais, e produtos resultantes do metabolismo, como a ureia, o ácido gordo e a creatinina.

Há macromoléculas como as proteínas de elevado peso glomerular que não atravessam as paredes dos capilares para a cápsula de Bowman, também não fazem parte do filtrado alguns lípidos e os glóbulos vermelhos. Esta fase denomina-se de filtração, e caracteriza-se pela formação do filtrado glomerular que vai continuar a ser filtrado há medida que percorre o tubo urinífero.

 

O sangue sai do glomérulo pela arteríola eferente que se ramifica ao longo do tubo urinífero. Há medida que o filtrado glomerular passa no tubo urinífero as substâncias úteis como a glicose, a água, os sais minerais, os aminoácidos, as vitaminas e as hormonas, passam para o sangue, denominando-se de reabsorção. Permanecem no filtrado alguns sais minerais, água e todos os produtos azotados, isto é, a ureia e o ácido úrico.

 

Existem células da parede dos tubos uriníferos que elaboram algumas substâncias tóxicas a partir de componentes do plasma – secreção. Ao longo do tubo urinífero a concentração de substâncias azotadas aumenta até que se forma um líquido amarelado – a urina, que passa para o tubo colector e deste para os ureteres e bexiga. Finalmente a urina é enviada para o exterior ocorrendo a excreção.

 

 

 

 


publicado por Luís Dias às 13:40
link do post | comentar | favorito
blogs SAPO

.subscrever feeds